Cabeçalho do site

Barra de acessos extras do site

Barra de acessos extras do site

English Português Español

Área de acessos a todo o site

Página de apresentação de um artigo

Banner do artigo

Conteúdo do artigo

Pausa nos downloads: ataque DDoS massivo derruba grandes sites de torrent

Informações do artigo

  • 25

Já há algum tempo, todo o final de ano é igual para quem busca um pouco de diversão ou entretenimento através da internet: algum grupo mal-intencionado acaba derrubando o site ou a plataforma do seu serviço online favorito. Enquanto geralmente a PlayStation Network é um dos alvos preferidos desse pessoal para impedir a jogatina de Natal e Ano-Novo, desta vez as vítimas foram outras. Há apenas alguns dias o Steam tombou feio e, agora, é a vez de alguns dos maiores sites de torrent sofrerem com a fúria dos bárbaros virtuais.

Na manhã desta terça-feira (27), portais conhecidos de compartilhamento de arquivos, como The Pirate Bay e ExtraTorrent, estavam completamente fora do alcance dos internautas. O motivo? Ataques massivos do tipo DDoS, nos quais acessos múltiplos e simultâneos são feitos contra os servidores da vítima para sobrecarregá-los. Enquanto a equipe do TPB tenta descobrir por que eles entraram na mira dos ataques, a turma do ExtraTorrent sabe exatamente o que desencadeou o episódio.

De acordo com um levantamento feito pelo TorrentFreak, o pessoal do ExtraTorrent recebeu há alguns dias uma ameaça via email declarando a intenção de derrubar o serviço. “Há algumas horas seu site principal ficou fora do ar por 6 a 7 minutos… Isso vai acontecer de novo, por horas, dias… Se vocês não removerem as codificações embutidas na sua página e deixarem operadores de proxy, como eu, fazerem o trabalho deles”, explicou o anônimo.

Como, aparentemente, o portal não colaborou com essa exigência, o ExtraTorrent sofreu uma sequência de ataques DDoS por dias a fio, culminando em uma investida que acabou até mesmo com a proteção oferecida pela CloudFlare. Tudo indica que tanto o ExtraTorrent quanto o TPB conseguiram subir novamente pelo menos parte de seus servidores, já que ambos podem ser acessados normalmente de IPs brasileiros. No entanto, usuários de outros países ainda estão com dificuldade em visualizar esses sites, mostrando que esse final de ano não deve ser nada tranquilo para os adeptos do torrent.

Fonte: TecMundo

Menu voltado para os artigos