Cabeçalho do site

Barra de acessos extras do site

Barra de acessos extras do site

English Português Español

Área de acessos a todo o site

Página de apresentação de um artigo

Banner do artigo

Sem Comentários

Conteúdo do artigo

Os ataques cibernéticos serão ainda mais comuns em 2021

Informações do artigo

  • 95
  • Ataques cibernéticos, Segurança cibernética,
  • Folha Vitoria

Todos nós somos a nova linha de frente da batalha pela segurança cibernética em um mundo cada vez mais ciber-físico.

Os golpes cibernéticos cresceram de forma preocupante o ano passado, é ou não é verdade? Infelizmente a notícia que trago não é animadora, lamento! A tendência é que esses ataques se tornem ainda mais comuns em 2021, na medida em que o modelo de home office está sendo uma rotina para a maioria dos usuários. As empresas e órgãos do governo seguem na mira dos cibercriminosos. Em paralelo temos as indústrias de cosméticos, saúde, operadoras de telefonia, e-commerce, hotéis, sistemas financeiros e nós, isso mesmo, nós! Os usuários “mortais” como o elo mais fraco dos ataques.

Com o aumento das ameaças cibernéticas, como ransomware, sequestro de mensagens, fraudes de e-mail, ataques direcionados, incluo eu e você, sofreremos cada vez mais ataques em 2021. As consequências da pandemia enfraqueceram a cadeia de segurança. O acesso remoto com suas vulnerabilidades, a redução de equipes de TI, entre outros fatores, contribuem significativamente para que os dados fiquem cada vez mais expostos. E digo mais, não só os dados das empresas, mas os nossos dados pessoais também. Precisamos ficar ligados! E cá entre nós, não é a primeira vez que passamos por aqui com esses alertas sobre segurança da informação. Vamos manter nosso RADAR sempre ligado!!!

Precisamos redobrar os cuidados com os equipamentos domésticos que estão conectados a web. Os cibercriminosos atacam esses dispositivos e, em seguida, conseguem acessar a rede profissional, se estivermos usando nossos aparelhos para o trabalho remoto. Esses ataques à rede doméstica são fatais, porque as pessoas que trabalham de forma remota geralmente não têm acesso aos recursos do departamento de TI para combater esses ataques.

Os ataques de ransomware continuarão sendo ameaças significativas

A tendência do ransomware se intensificará neste ano, pois se tornou uma ferramenta popular para os cibercriminosos. Os ataques de ransomware não é apenas confiscar dados, mas, acima de tudo, disseminá-los por aí sem qualquer tipo de controle, pois nem todos nós estamos preparados com todos os aparatos tecnológicos de proteção de dados. O ransomware resultou no desenvolvimento de atores criminosos especializados nesse tipo de ataque. Os então conhecidos malware, transmitidos por e-mails costumam ser os precursores de ataques de ransomware feitos por humanos.

Técnicas inovadoras levarão a sequestro de mensagens em 2021

Inovações destinadas a enganar os usuários e tornar os ataques menos identificáveis, como o método de phishing, por exemplo. O método mais inovador que observamos é o sequestro de e-mail e consiste em automatizar a criação de iscas, roubando dados de e-mail de sistemas infectados. Eles são então usados para responder a conversas, com mensagens contendo malware de uma forma muito convincente. Fique ligado(a)!!!

Para sair do isolamento, as pessoas compartilharam mais informações online, proporcionando diversas oportunidades para os cibercriminosos. O “medo” pode encorajar as pessoas a abrirem e-mails maliciosos

Na verdade, o medo pode encorajar as pessoas a abrir e-mails maliciosos, como por exemplo, lidar com vacinas contra COVID-19, dificuldades financeiras relacionadas à crise de saúde, ou a instabilidade política.

A saúde é um dos setores que correm mais risco em 2021. Toda a sociedade depende disso, mas as organizações do setor de saúde geralmente estão mal equipadas e muitas das vezes ficam para trás em termos de inovação. O setor de educação também, e pode muito bem ser outro alvo dos cibercriminosos.

Nos próximos meses, os cibercriminosos também se voltarão para outros alvos

Durante todo o ano de 2020, mostrou o quão essencial é o gerenciamento de uma infraestrutura altamente protegida e controlada. As empresas devem aceitar o fato de que o futuro será disperso. De equipamentos para funcionários remotos a dispositivos industriais de IoT, todos nós agora somos a nova linha de frente da batalha pela segurança cibernética em um mundo cada vez mais ciber-físico.

Ano passado só no Brasil, foram mais de 3,4 bilhões de tentativas de golpes. É um dos maiores índices da América Latina. É só o começo de uma história de multiplicação que deve seguir durante todo esse ano.

Embora há uma boa adaptação dos brasileiros às novas tendências de trabalho e consumo, mas também, há uma dificuldade em acompanhar a evolução destas tecnologias. O Brasil se adaptou bem ao home office, ao comércio eletrônico e aos aplicativos de serviços e isso acaba abrindo uma porta para os cibercriminosos. Os hackers estão cada vez mais de olho em dados como CPF, endereço e nomes completos, além de dados bancários. Fique atento(a)!!!

Nosso Radar está sempre ligado! E o seu? Se pintar dúvida por aí, envie sua mensagem que iremos fazer o possível para esclarecer.

Leia também:

Trabalho remoto: os sete erros mais comuns de segurança

Isolamento e home office levaram a aumento em ataques de ransomware no Brasil

 

0 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Menu voltado para os artigos