Cabeçalho do site

Barra de acessos extras do site

Barra de acessos extras do site

English Português Español

Área de acessos a todo o site

Página de apresentação de um artigo

Banner do artigo

Conteúdo do artigo

O que é rede mesh? Conheça tecnologia que melhora o Wi-Fi

Informações do artigo

  • 35

O Google lançou recentemente o Google Wifi, aparelho que pretende levar redes mesh, comumente usadas em grandes empresas, para dentro de casa. Um misto de roteador e repetidor de internet, o dispositivo pretende melhorar a conexão no ambiente doméstico ao distribuir o sinal de forma igualitária em todos os cômodos. A ideia é deixar de lado a necessidade de estar perto de pontos da rede cabeada para ter alto desempenho.

Descubra a seguir o que é uma rede mesh, como ela funciona e como esse novo tipo de conexão que o Google pretende popularizar na casa dos usuários pode melhorar a experiência de internet, especialmente na hora de fazer streaming de filmes e música usando dispositivos móveis.

Rede de nós

Diferentemente da rede Wi-Fi tradicional, uma rede mesh não é composta somente de um único roteador conectado à rede de banda larga. Ao contrário, ela é feita de nós que trabalham em conjunto para distribuir um único sinal de internet em vários pontos de um mesmo ambiente. Em certa medida, os nós funcionam como roteadores e repetidores de alta eficiência.

Isso porque o sinal de internet em uma rede mesh não se perde ao se distanciar do roteador principal. Na verdade, a tendência é que uma conexão Wi-Fi do tipo fique ainda mais rápida com a adição de novos nós – unidades avulsas do Google Wi-Fi ou roteadores OnHub, por exemplo.

Mais inteligência

Os pontos de acesso que formam uma rede mesh não são roteadores nem repetidores comuns, pois devem ser equipados com um software especial. O sistema é essencial para controlar a distribuição da conexão na rede conforme a necessidade do usuário. Embora os nós sejam feitos para espalhar o alcance da conexão no ambiente inteiro, a velocidade pode ser direcionada para uma determinada tarefa, dependendo da necessidade.

Com isso, um computador que realiza streaming de filme pode ganhar prioridade, ao mesmo tempo em que dispositivos móveis não têm sinal enfraquecido ao serem trocados de lugar. Na prática, significa que uma rede mesh pode oferecer conexão estável em qualquer lugar dentro do seu raio de alcance, mesmo que o usuário se mova constantemente.

Facilidade de uso

Redes mesh são mais fáceis de administrar, pois o software que acompanha cada nó tem a tarefa de se integrar ao restante da infraestrutura de forma automática. A compatibilidade entre as unidades depende do fabricante, mas, em compensação, não há dependência de um administrador de rede para incrementar o desempenho da conexão.

Custo-benefício

Em redes sem fio convencionais, é preciso investir em roteadores mais potentes ou em repetidores – que podem oferecer baixa eficiência – para alcançar áreas maiores. Já em redes mesh, o custo da infraestrutura tem escalabilidade mais flexível. Para cobrir ambientes mais extensos, basta adicionar mais nós a uma mesma rede.

Essa é uma das principais vantagens oferecidas pelo Google WiFi. Por um custo que promete não ser tão alto, o usuário poderá adicionar novas unidades a uma mesma rede para melhorar a conexão em locais maiores. Uma unidade é vendida pelo preço de US$ 129 (R$ 417, no câmbio atual, sem impostos) com cobertura de até 140 m², e o pacote com três unidades por US$ 299 (R$ 966), com alcance de, aproximadamente, 420 m².

Fonte: techTudo

Menu voltado para os artigos