Cabeçalho do site

Barra de acessos extras do site

Barra de acessos extras do site

English Português Español

Área de acessos a todo o site

Página de apresentação de um artigo

Banner do artigo

Conteúdo do artigo

Novo Bluetooth: maior alcance e muito mais velocidade em novos dispositivos

Informações do artigo

  • 15

Se você utiliza qualquer equipamento eletrônico como celulares, tablets, computadores, fones de ouvido e afins, é muito provável que já tenha utilizado uma conexão Bluetooth. Desenvolvida pela Ericsson no longínquo ano de 1994, essa tecnologia evoluiu muito nos últimos 20 e tantos anos e passou a estar presente em praticamente tudo, de caixinhas de som à prova d’agua, que podem ser usadas dentro do boxe onde você toma banho, até dispositivos de comunicação dos mais avançados possíveis.

Apesar dessa popularidade, o Bluetooth apresenta uma série de problemas na hora da utilização, como velocidade baixa de transferência de dados e uma distância de cobertura não muito ampla. Isso acaba limitando suas aplicações, que poderiam ser muito mais extensas caso seu poder de funcionamento fosse maior.

Futuro promissor

Pois se você depende bastante das conexões Bluetooth de seus aparelhos, pode ficar feliz com a novidade: o novo padrão dessa tecnologia – o Bluetooth 5 – foi lançado hoje e deve ser implantado até o fim do ano que vem nos novos modelos de celular, tablet e outros gadgets. E quais são as melhorias que poderão ser vistas nessa nova conexão sem fio? O dobro da velocidade de transferência e distância de cobertura cerca de quatro vezes maior.

Isso provavelmente é capaz de resolver os maiores problemas que usuários do Bluetooth sofrem: será possível transferir dados e arquivos com o dobro da velocidade (que atualmente é bem lenta, diga-se de passagem) e, melhor ainda, será permitido o controle de dispositivos a uma distância bem maior, sem sofrer com barreiras físicas, como paredes de uma casa.

Na prática

Segundo Mark Powell, diretor executivo do Bluetooth SIG (grupo que gerencia os padrões dessa tecnologia), vai ser muito mais fácil conectar o seu smartphone a outros dispositivos com Bluetooth. Powell certamente está pensando não apenas em simples caixinhas de som, mas em aparelhos domésticos ligados à Internet das Coisas (IoT), um dos conceitos mais trabalhados nos últimos anos. Dos cerca de 48 bilhões de dispositivos capazes de se conectarem à internet, um terço deles deve ter a tecnologia instalada até 2021.

Caso o curso das coisas não seja alterado, conexões Bluetooth podem ser um dos pilares para casas informatizadas e até cidades inteligentes, como já acontece em alguns lugares, em forma de teste, onde você pode interagir com serviços usando essa tecnologia presente em seus dispositivos móveis.

Como o pensamento e a criatividade não têm limites, ideias para aplicações do novo Bluetooth 5 não faltam na cabeça de desenvolvedores e fanáticos por tecnologia. Imagine um sistema de iluminação em uma casa totalmente controlado por uma central que pode ser o seu próprio celular! Com um limite maior de distância, não seria impossível que uma residência tivesse todas as suas lâmpadas coordenadas pelo smartphone de um ou mais moradores.

Redes de malha: ainda não

Um item importante que volta a ser discutido com essas melhorias feitas no novo padrão Bluetooth são as redes de malha, ou mesh networking. Esse conceito funciona da seguinte maneira: quando o alcance do seu aparelho não atinge o destino final, ele usa outros dispositivos que utilizam a mesma tecnologia para aumentar sua cobertura e chegar até lá, como se os dados ou o sinal fossem pulando de ponto em ponto.

Muito importante para o desenvolvimento da Internet das Coisas, o mesh networking não deve ser implantando com o Bluetooth 5, pois ainda está sendo desenvolvida como uma tecnologia separada e deve ser lançada apenas no ano que vem. Ainda assim, ela vai funcionar com os padrões 4 e 5 de Bluetooth.

Para Powell, isso vai permitir coisas incríveis dentro do universo de IoT, como o fato de você abrir a porta da sua casa desencadear informações que ligam as luzes da residência e as apagam quando você sai. Seja como for, o tal do futuro já está acontecendo, mesmo que a passos lentos. E se depender do novo padrão Bluetooth 5, ele vai acontecer com mais estabilidade e conexões mais confiáveis.

Fonte: TecMundo

Menu voltado para os artigos