Cabeçalho do site

Barra de acessos extras do site

Barra de acessos extras do site

English Português Español

Área de acessos a todo o site

Página de apresentação de um artigo

Banner do artigo

Conteúdo do artigo

Maioria das empresas começará a migrar para Windows 10 até o fim do ano, diz Gartner

Informações do artigo

Levantamento em seis países mostra que 85% das organizações terão iniciado a implementação do Windows 10 até o fim deste ano.

A migração para o Windows 10 deve ser mais rápida do que as adoções dos sistemas operacionais anteriores da Microsoft. Levantamento do Gartner entre setembro e dezembro de 2016 em seis países — EUA, Reino Unido, França, China, Índia e Brasil — com 1.014 entrevistados envolvidos na mudança para o novo sistema, mostra que 85% das organizações terão iniciado a implementação do Windows 10 até o fim deste ano.

“As empresas reconhecem a necessidade de mudar para o Windows 10, sendo que o tempo total entre a avaliação e a implementação desse sistema operacional diminuiu de 23 para 21 meses comparando pesquisas feitas em 2015 e 2016. Grandes companhias ou já iniciaram o projeto de atualização do Windows 10 ou farão isso até 2018. Isso é reflexo da transição de aplicações legadas para Windows 10 ou da substituição dessas aplicações antes do início da migração”, explica Ranjit Atwal, diretor de pesquisas do Gartner.

Quando questionados sobre os motivos para a migração para o Windows 10, 49% dos entrevistados afirmaram que melhorias na segurança foram a principal razão para a mudança. Em segundo lugar, ficaram as capacidades de integração com nuvem (38%). No entanto, a aprovação de orçamento não é simples.

“O Windows 10 não é visto como um projeto imediato e fundamental para os negócios, então não é surpresa que um em cada quatro entrevistados espere ter problemas orçamentais”, diz Meike Escherich, analista de pesquisas do Gartner.

“A intenção de compra de dispositivos entre os entrevistados aumentou significativamente uma vez que as organizações viram a terceira e a quarta gerações de produtos otimizados para Windows 10, com baterias mais duradouras, touchscreens e outras características. O intuito de adquirir notebooks conversíveis também cresceu quando as organizações mudaram da fase de teste e projeto-piloto para as etapas de compra e de implementação”, completa Escherich.

Menu voltado para os artigos