Cabeçalho do site

Barra de acessos extras do site

Barra de acessos extras do site

English Português Español

Área de acessos a todo o site

Página de apresentação de um artigo

Banner do artigo

Conteúdo do artigo

Entenda os impactos e como o Blockchain afetará a sua empresa

Informações do artigo

  • 25

Ainda há desafios a superar, mas a tecnologia está prestes a re-escrever como os negócios serão conduzidos. Você está pronto?

Como aconteceu com mobilidade e Cloud Computing, Blockchain está prestes a promover uma profunda disrupção em vários negócios. Se fizer jus a todo o seu potencial, não serão apenas as instituições financeiras a ganhar com o uso da tecnologia.

“Se você pode transferir dinheiro ou algo de valor através da internet apenas como uma outra forma de dados, você deve se perguntar o que mais é possível fazer. O Blockchain fornece uma maneira de estabelecer confiança entre transações no mundo digital”, diz Angus Champion de Crespigny, Financial Services Blockchain and Distributed Infrastructure Strategy Leader da Ernst & Young. “É possível assegurar que algo é a cópia original de algo na Internet? Antes da tecnologia Blockchain, a resposta seria não. Já hoje…”

Se você quer provar que alguma coisa aconteceu no mundo digital, não há lugar mais seguro para fazer isso do que na cadeia Blockchain. “Uma vez que a informação é gravada lá, para todos os efeitos, é impossível voltar e mudá-la retroativamente”, afirma o executivo. “Quando tecnologias drásticas como esta emergem, não é apenas uma questão de olhar para o seu negócio e pensar como ela será capaz de torná-lo mais eficaz. O que você deve fazer é considerar que talvez o seu negócio não esteja suficientemente bem estruturado para este novo mundo”, completa Angus.

A história se repete com blockchain?

Nos primeiros dias do Renascimento italiano, algarismos hindu-arábicos e um sistema de contabilidade utilizado pelas casas mercantis de várias repúblicas do norte da Itália se reuniram para promover uma verdadeira disrupção no fundamento dos negócios. O nascimento da moderna contabilidade de dupla entrada possibilitou aos comerciantes a capacidade de garantir a integridade dos valores financeiros registrados em seus livros. Hoje, o sistema é usado pelos contadores em praticamente todos os negócios.

Em alguns aspectos, o Blockchain é uma forma moderna de contabilidade de dupla entrada digital. Don Tapscott e seu filho, Alex Tapscott, autores do livro “Blockchain Revolution: How the Technology Behind Bitcoin Is Changing Money, Business, And the World”, dizem que o Blockchain representa a segunda geração da internet, com “potencial para transformar dinheiro, negócios, governo e sociedade”.

Em um artigo para o Times, os Tapscott descrevem o Blockchain como “o primeiro meio digital nativo para troca de valores peer-to-peer”. Seu protocolo estabelece as regras que garantem a integridade dos dados negociados entre bilhões de dispositivos, sem a necessidade de passar por um terceiro confiável que ateste a autenticidade das transações. A confiança é embutida na plataforma. É por isso que o Blockchain é chamado de Trust Protocol. Ele age como um livro de contas, um banco de dados, um notário, uma câmara de compensação, tudo por consenso.”

Compreensão do Blockchain

Em essência, a tecnlogia Blockchain é um banco de dados distribuído, ou um “servidor timestamp”, conforme o misterioso Satoshi Nakamoto se referiu a ele ao propor a moeda bitcoin.

O Bockchain é composto por blocos de itens – cada bloco é um lote com registro de tempo de transações individuais válidas e o hash do bloco anterior, criando uma ligação entre os dois. Como cada timestamp inclui a data e hora anterior no seu hash, forma-se uma corrente. Cada nova transacção tem de ser autenticada através da rede de distribuição de computadores que constituem o Blockchain antes que possa formar o bloco seguinte na cadeia.

“O consenso em um sistema distribuído é determinado por entidades que verificam o trabalho de cada um e fornecem um selo de aprovação quanto a transações e atividades permitidas”, explica Angus Champion de Crespigny. O Blockchain utiliza também uma tecnologia chamada “contratos inteligentes”, que são pedaços de código executável que só agem quando estão reunidas as condições específicas dentro do Blockchain. Isso permite que um Blockchain automatize atividades como transferências de pagamentos.

Ao fornecer uma maneira de registrar as transações como uma atividade automatizada confiável entre os pares em uma rede, “a tecnologia Blockchain tem potencial para simplificar e acelerar os processos de negócios, aumentar a segurança cibernética e reduzir ou eliminar intermediários de confiança ( ou autoridades centralizadas)”, acreditam os profissionais da Ernst & Young .

Portanto, “esperar para ver” é um comportamento muito arriscado, que poderia deixar o negócio da sua empresa na mesma posição dos executivos de gravadoras que perderam seu tempo pensando em como usar a internet para vender mais CDs. “A inovação técnica aportada pelo Blockchain será extremamente poderosa e irá mudar a forma como os modelos de negócios operam”, afirma Angus Champion de Crespigny. “Será preciso entender conceitualmente a tecnologia e o impacto que poderia ter sobre o seu negócio. A partir daí, será preciso desafiar os seus atuais modelos de negócio e processos. Você está fazendo dessa maneira porque sempre fez assim, ou há melhor maneiras de fazê-lo?”

As aplicações são diversas. Um bairro de Nova York, por exemplo, criou uma rede Blockchain privada que ajuda os proprietários a compartilharem a energia solar gerada em seus telhados, sem o envolvimento da concessionária local.

No mundo da Internet das Coisas, máquinas de lavar conectadas já ordenam a compra de seu próprio detergente quando os sensores alertam quando o suprimento chega ao nível crítico.

E o resultado final da disrupção pode ser ainda mais significativa. “Se todos os desafios forem superados, a adoção de Blockchain será extremamente rápida e extremamente perturbadora”, reafirma Angus Champion de Crespigny. Na sua opinião, e na de seus colegas da Ernst & Young, se o Blockchains puder provar que reduz custos e aumenta a confiança nas transações financeiras, as empresas de serviços financeiros provavelmente abandonarão as tecnologias de processamento de transações existentes em favor de tecnologias Blockchain. Software e serviços despreparados para operarem com Blockchain podem ser deixados para trás.

O Blockchain promete ser também um mecanismo especialmente bom para a distribuição de cargas de trabalho de computação, o que poderia afetar muitas soluções de fornecedores de Infraestrutura como Serviço (IaaS) e de outros prestadores de serviços em nuvem. As blockchain podem ser públicas, como ocorre com o bitcoin, ou privadas. Em cada uma delas, a informação está sempre centralizada do ponto de vista lógico e descentralizada do ponto de vista físico. Pode-se acessar informação em um registo central através de múltiplos pontos de acesso. Além disso, o acesso aos dados acontece de forma mais ou menos instantânea e eles podem ser replicados em tempo real. Toda esta informação está criptografada, ou seja, protegida por mecanismos matemáticos que fazem com que seja impossível piratear o registo de propriedade e transações.

O que nos leva a outro ponto relevante. O Blockchain tem potencial para re-escrever muito do que sabemos sobre cibersegurança quando se trata de autenticação, e poderia constituir a base de confiança para todos os tipos de interações máquina-a-máquina em soluções de Internet das Coisas.

Próximo passo será a fixação de preços como no mercado de consumo

A nuvem já levou muitas empresas a iniciar a migração a partir de modelos de precificação baseado em modelos do mercado de consumo, e a Internet das Coisas parece também estar surfando nessa tendência. “A adição de tecnologias Blockchain à essa mistura pode acelerar ainda mais a migração”, afirma Greg Cudahy, Líder Global de Telecomunicações, Media e Tecnologia da Ernst & Young.Cudahy. “Eventualmente, empresas de semicondutores deixarão de ser remuneradas com base no custo de produção de um chip, passando a cobrar os clientes de forma diferente, com base em quantas vezes e e quanto o cliente usou a capacidade de processamento ou de memória daquele chip.”

Ao mesmo tempo, a tecnologia tem o potencial de derrubar completamente a forma como as empresas abordam contabilidade e conformidade regulamentar, reduzindo o custo de cumprimento das obrigações fiscais, reduzindo ou eliminando a evasão fiscal, expondo informações corporativas a um escrutínio mais público. “Hoje, os processos de validação da receita aferida e do imposto correspondente é feito de forma retroativa”, diz Channing Flynn, da Ernst & Young. “Mas a tecnologia Blockchain pode ser capaz de resolver eta equação em tempo real, de forma aberta e transparente.”

Outros cenários potenciais identificadas pela Ernst & Young incluem a área de Saúde (para prontuários e toda a cadeira de seguro e planos de saúde), de cobrança de copyright (eliminando o roubo de direitos digitais), novos mercados de crédito para os ativos de baixo custo, etc. Na área de contratos, o Blockchain poderia impor automaticamente acordos pay-for-performance. Também poderia ajudar a eliminar a sonegação. Afinal de contas, em um mundo de transações digitais gravadas em tempo real, as transações ilegais tornariam-se extremamente difíceis de esconder.

Outra possibilidade é o surgimento do que a Ernst & Young chama de “industrial mash-up” – alianças em que uma ou mais partes fazem uso de ativos ou recursos de outra parte para criar novos negócios de valor, sem afetar o uso contínuo dos ativos ou das capacidades usadas e geradas pelos negócios originais.

“É hora de pensar como promover disrupção de forma eficaz, de um modo lógico e estratégico, antes que os outros façam isso para você”, diz Angus Champion de Crespigny. “As empresas devem identificar novas oportunidades para o Blockchain, avaliando os riscos e as possibilidade de capturar e construir posições competitivas.”

Fonte: ComputerWorld

Menu voltado para os artigos