Cabeçalho do site

Barra de acessos extras do site

Barra de acessos extras do site

English Português Español

Área de acessos a todo o site

Página de apresentação de um artigo

Banner do artigo

Conteúdo do artigo

Empresa aérea cancelou 700 voos após alguém desligar a energia em datacenter

Informações do artigo

Quando algum serviço para de funcionar, as chances de alguém fazer alguma piadinha com algum operador desastrado tropeçando em um cabo de energia são enormes. No entanto, isso parece ter se tornado realidade no último final de semana, quando a empresa aérea British Airways teve sua operação interrompida, atingindo 75 mil passageiros que tiveram seus voos cancelados.

Como aponta a publicação britânica The Times, os datacenters da empresa foram desativados por engano por algum operador que desativou o fornecimento de energia dos equipamentos acidentalmente, causando o cancelamento de pelo menos 700 voos nos dois principais aeroportos de Londres ao longo de três dias.

A perda de energia nos dois principais datacenters ocasionou a situação desagradável de perder todas as informações sobre voos, sobre as bagagens e sobre os passageiros, forçando a empresa a realizar os cancelamentos.

Como resultado do desastre técnico, a empresa também ficou com uma conta de 100 milhões de libras (cerca de R$ 417 milhões) para reparar o estrago e compensar os passageiros afetados pelos cancelamentos em massa.

A British Airways também foi criticada por algumas políticas internas de cortes de custos que podem ter facilitado o erro humano. Um funcionário chegou a afirmar que a companhia cortou 600 postos de trabalho no setor de TI e terceirizou a função.

Menu voltado para os artigos