Cabeçalho do site

Barra de acessos extras do site

Barra de acessos extras do site

English Português Español

Área de acessos a todo o site

Página de apresentação de um artigo

Banner do artigo

Conteúdo do artigo

Descubra se seu roteador foi invadido e aprenda a se proteger

Informações do artigo

  • 14

Todo tráfego da internet sem fio passa necessariamente por um roteador. E esta peça chave do nosso dia a dia se torna cada vez mais alvo dos criminosos digitais. Ou seja, se você pensava que apenas o seu computador precisava ser protegido: más notícias! O roteador também é alvo… infelizmente. Para piorar, os ataques feitos aos roteadores são geralmente silenciosos e, na maioria das vezes, eles sequer são percebidos. Os bandidos virtuais invadem os roteadores para mudar a configuração do dispositivo ou ainda roubar dados de quem se conecta àquela rede invadida. Só no ano passado, mais de 300 mil roteadores foram atacados mundo afora.

Bem, nesse cenário de perigos, um dos consolos é saber que os alvos mais prováveis são os roteadores de redes abertas ou públicas como aeroportos, shoppings e clubes. Mas qualquer roteador mal configurado pode ser atacado. Geralmente, nas redes domésticas e corporativas existe um mecanismo que evita este tipo de ataque; mas nada garante que esses roteadores públicos estejam protegidos. E, ao se conectar a um deles, a vítima pode ser você…

Quando invadem um roteador, os cybercriminosos passam a controlar todo o tráfego daquela rede. Assim, alteram as configurações do equipamento e fazem com que você seja direcionado para onde eles definirem; o mais comum é levar para sites falsos que possam disseminar algum vírus ou, até mesmo, roubar suas informações pessoais.

Você pode estar pensando: ok, mas como faço para me defender de mais esse problema? A solução tem duas partes. Vamos primeiro pensar no seu roteador doméstico. Aqui, o mais importante é criar uma senha forte de acesso ao seu roteador. Não estamos falando da senha da rede sem fio, mas da senha que dá acesso ao sistema de administração do roteador. Aqui, o bom mesmo é aposta numa daquelas senhas com números, letras e caracteres especiais. O segundo passo é não deixar sua rede wi-fi aberta. De preferência, escolha o protocolo de segurança WPA2 – que é um dos mais seguros. Estabeleça uma senha e, pronto: você dificilmente terá problemas desse tipo em casa. Agora, quando você precisar acessa um Wi-Fi público ou aberto, o jeito é fazer uma verificaçãozinha antes. Use uma ferramenta online para identificar em questão de segundos se existe algum problema naquela rede. Com o clique de um botão, o software verifica as configurações de internet. Se tudo estiver sob controle, você pode navegar sem medo. Agora se algum aviso de perigo for dado, é melhor não usar a rede.

Você pode usar esse mesmo software para descobrir se o roteador da sua casa já está com a segurança comprometida. Caso esteja, reinicialize o roteador, troque as senhas de acesso ao painel de controle e também a senha da rede wi-fi.

Proteja-se: http://www.f-secure.com/router-checker

Fonte: OlharDigital

 

Menu voltado para os artigos