Cabeçalho do site

Barra de acessos extras do site

Barra de acessos extras do site

English Português Español

Área de acessos a todo o site

Página de apresentação de um artigo

Banner do artigo

Conteúdo do artigo

Cuidados para tentar reduzir a quantidade de spams

Informações do artigo

  • 48

Uma das situações que mais aborrecem um usuário de e-mail é a quantidade de mensagens não solicitadas, o famoso spam. É praticamente impossível acabar com ele, mas podemos dificultar a vida de quem não nos deixa em paz. Leia a reportagem completa e veja alguns cuidados que você deve tomar para tentar reduzir a quantidade de spams recebidos.

Muitas vezes nós mesmos somos culpados de aumentar o spam que recebemos ao informar nosso endereço eletrônico. Por exemplo, muitos sites oferecem algum tipo de download, serviço ou informação mediante o preenchimento de um cadastro ou a criação de um usuário em que temos que informar um e-mail para acessá-lo ou receber uma mensagem de confirmação para continuar o processo.

  • procure filtrar as mensagens indesejadas, por meio de programas instalados em servidores ou em seu computador e de sistemas integrados a Webmails e leitores de e-mails. É interessante consultar o seu provedor de e-mail, ou o administrador de sua rede, para verificar os recursos existentes e como usá-los;

 

  • alguns Webmails usam filtros baseados em “tira-teima”, onde é exigido do remetente a confirmação do envio (após confirmá-la, ele é incluído em uma lista de remetentes autorizados e, a partir daí, pode enviar e-mails livremente). Ao usar esses sistemas, procure autorizar previamente os remetentes desejáveis, incluindo fóruns e listas de discussão, pois nem todos confirmam o envio e, assim, você pode deixar de receber mensagens importantes;

 

  • muitos filtros colocam as mensagens classificadas como spam em quarentena. É importante que você, de tempos em tempos, verifique esta pasta, pois podem acontecer casos de falsos positivos e mensagens legítimas virem a ser classificadas como spam. Caso você, mesmo usando filtros, receba um spam, deve classificá-lo como tal, pois estará ajudando a treinar o filtro;

 

  • seja cuidadoso ao fornecer seu endereço de e-mail. Existem situações onde não há motivo para que o seu e-mail seja fornecido. Ao preencher um cadastro, por exemplo, pense se é realmente necessário fornecer o seu e-mail e se você deseja receber mensagens deste local;

 

  • fique atento a opções pré-selecionadas. Em alguns formulários ou cadastros preenchidos pela Internet, existe a pergunta se você quer receber e-mails, por exemplo, sobre promoções e lançamentos de produtos, cuja resposta já vem marcada como afirmativa. Fique atento a esta questão e desmarque-a, caso não deseje receber este tipo de mensagem;

 

  • não siga links recebidos em spams e não responda mensagens deste tipo (estas ações podem servir para confirmar que seu e-mail é válido);

 

  • desabilite a abertura de imagens em e-mails HTML (o fato de uma imagem ser acessada pode servir para confirmar que a mensagem foi lida);

 

  • crie contas de e-mail secundárias e forneça-as em locais onde as chances de receber spam são grandes, como ao preencher cadastros em lojas e em listas de discussão. Assim, caso a empresa comece a utilizá-lo para outros fins, a caixa postal principal fica livre do inconveniente. Outra maneira interessante é a criação de e-mails temporários que existirão apenas por alguns minutos, o tempo suficiente para você receber a mensagem com o link de confirmação ou liberação do uso do site. Um bom exemplo é o site www.20minutemail.com, que cria uma conta de e-mail válida por 20 minutos. Outro site que realiza função similar é o http://www.incognitomail.com. Nele pode ser criado um e-mail temporário que dura uma hora. Existem duas opções: criar um e-mail aleatório fornecido pelo Incognito, ou criar a primeira parte do endereço, aquela antes da @. O serviço permite ainda estender o período por mais uma hora ou deletar o endereço criado assim que não for mais necessário.

 

  • utilize as opções de privacidade das redes sociais (algumas redes permitem esconder o seu endereço de e-mail ou restringir as pessoas que terão acesso a ele);

 

  • respeite o endereço de e-mail de outras pessoas. Use a opção de “Bcc:” ao enviar e-mail para grandes quantidades de pessoas. Ao encaminhar mensagens, apague a lista de antigos destinatários, pois mensagens reencaminhadas podem servir como fonte de coleta para spammers.

Fonte: Cert.br | Estado de Minas

 

Menu voltado para os artigos