Cabeçalho do site

Barra de acessos extras do site

Barra de acessos extras do site

English Português Español

Área de acessos a todo o site

Página de apresentação de um artigo

Banner do artigo

Sem Comentários

Conteúdo do artigo

5 dicas para melhorar a segurança do seu escritório em casa

Informações do artigo

  • 303
  • Dicas de segurança, Dicas home office, Escritório em casa,
  • Welive Security

 

Com o novo contexto provocado pela Covid-19, muitas pessoas tiveram que montar “escritórios provisórios” em suas casas para trabalhar de forma home office, fazendo com que o espaço se tornasse uma extensão do escritório da empresa: usando uma rede virtual privada (VPN) e com seus computadores administrados de forma remota por especialistas em TI que fazem o trabalho pesado nos escritórios da empresa. Por outro lado, outros não tiveram a mesma sorte e foram forçados a se tornar funcionários de TI em casa, gostemos ou não.

Você se reconhece nesse cenário? Separamos cinco dicas que podem melhorar a segurança do seu escritório doméstico – sem um diploma avançado em segurança cibernética ou um orçamento de milhões. Antes de entrar no assunto, o primeiro ponto é realmente apenas começar. Um pouco de segurança é muito melhor do que nada, e como é tão fácil ficar sobrecarregado com a tecnologia e desistir, estamos felizes que você ainda esteja lendo. É hora de se preparar e começar.

Comece com o roteador

Atualmente, o roteador que você usa para acessar a Internet faz muito mais do que imagina. Ele tem um firewall, algumas opções de segurança, conectividade sem fio e uma série de outras opções. Se você pagar US$ 50 (aproximadamente R$ 280) a mais e adquirir um roteador de classe empresarial, o dispositivo virá recheado com opções extras de segurança, como firewall de inspeção de estados de pacotes, proteção contra negação de serviço (DoS), filtragem de conteúdo e outros. Você não precisa conhecer todas os recursos de segurança do roteador, mas é verdade que esses dispositivos corporativos são geralmente mais seguros e contam com um bom suporte que informa ao usuário o que é realmente necessário habilitar. Alguns vêm com feeds de ameaças já integrados. Além disso, lembre-se de atualizar o firmware do roteador e verifique periodicamente com o fabricante – digamos, uma vez por mês – se há atualizações.

Tenha em conta as regras básicas de segurança

Use um software de segurança que inclua várias camadas de proteção. De fato, hoje em dia, os pacotes de segurança não são mais apenas “antivírus unidimensionais”. Além disso, mantenha seu sistema operacional e aplicativos atualizados, de preferência automaticamente – as atualizações são importantes porque frequentemente incluem patches para vulnerabilidades críticas. Se você ainda não fez isso, agora é a hora de implementar a criptografia de disco completo – mesmo se estiver trabalhando em casa, você pode ter reuniões “fora do local” para as quais deve levar seu laptop, e o risco de roubo físico nunca é zero. Falando nisso, além de implementar a criptografia de disco, é fundamental realizar backups regularmente.

Estabeleça limites

É bem provável que um familiar ou pessoas com as quais você mora não tenham a intenção de roubar seu dispositivo. No entanto, caso algo do tipo ocorra (mesmo que não seja intencional), tanto você como a sua empresa podem ter sérios problemas. Garanta que o seu dispositivo esteja seguro e proteja o acesso aos dados armazenados por meio de uma senha forte e não forneça suas credenciais para mais ninguém. Resumindo, se todos têm a senha, não é realmente uma senha. Além disso, sua família não deve usar o dispositivo para coisas como chats com amigos ou ver e baixar filmes. Você também pode definir intervalos curtos de tempo limite para que o seu dispositivo seja bloqueado automaticamente quando não estiver em uso. E talvez seu amigo virtual, como Alexa ou Siri, precise de “um tempo livre” durante as suas ligações ou videoconferências que envolvam informações confidenciais.

Fique alerta

Fraudadores de todos os tipos não demoraram muito para entender a nova realidade provocada pela pandemia, usando a abordagem da Covid-19 para realizar golpes e campanhas de spam. O vírus agora está firmemente enraizado em nossas mentes e os cibercriminosos de forma alguma diminuíram seus esforços para desviar fundos de negócios ou reter dados de organizações para resgate – inclusive explorando a tendência do home office e a separação física entre colegas de trabalho. O golpe conhecido como Business Email Compromise (BEC), por exemplo, tem sido há muito tempo uma grande fonte de receita, e as perdas só devem aumentar ainda mais em meio à pandemia. Para combater isso, examine todas as mensagens de e-mail e evite clicar em links ou anexos, especialmente em e-mails não solicitados, pois podem ser tentativas de roubo dos dados de acesso a sua conta ou de baixar malware no dispositivo. Desconfie de solicitações urgentes e verifique a informação, através de um canal de comunicação alternativo, antes de enviar dinheiro ou dados.

Aprenda sobre segurança digital

É incrível o que você pode aprender com podcasts ou vídeos práticos sobre segurança digital. Há também diversos cursos gratuitos ou de baixo custo que podem garantir uma base sólida em qualquer aspecto imaginável em relação a segurança digital. Não escolha um curso que seja muito complicado para o seu nível de conhecimento sobre o assunto. Em vez disso, procure um curso que você possa entender e que apresente conceitos básicos sobre segurança.

Fique seguro

Embora possamos ter novas preocupações atualmente, lembre-se que as ameaças cibernéticas não foram a lugar nenhum – de fato, muito pelo contrário. Os tempos difíceis atuais podem exigir diversas mudanças de mentalidade: uma delas é pensar no escritório doméstico como seu escritório “real” e estar ciente das ameaças digitais que andam circulando pelo mundo on-line.

 

0 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Menu voltado para os artigos

Vamos conversar pelo whatsapp?